Arquivo da categoria: Economia

Entenda a importância da averbação de cargas

Entenda o que é averbação de carga

O que significa o termo “averbação de cargas”? Neste conteúdo explicaremos o que é, como funciona e qual a sua importância para um transporte de carga sem prejuízos, leia o conteúdo até o final e tire suas dúvidas sobre o assunto.

A averbação de cargas consiste em encaminhar informações para a seguradora a respeito da mercadoria, frete e notas fiscais, ou seja, nesse processo é feito um seguro de carga para garantir cobertura e reembolso em caso de sinistro (acidentes ou roubos), a fim de evitar prejuízos provenientes de avarias, roubos, extravios, furtos, entre outros.

seguro de carga

De acordo com dados de 2017 da CTN – Confederação Nacional de Transportes e do IBGE, em relação ao transporte nacional, o rodoviário é responsável por levar cerca de 61% das mercadorias, 21% são por ferrovias, 14% hidrovias e 4% via aérea.

Vale ressaltar que a averbação precisa ser feita antes do embarque, por exemplo, se ocorrer um sinistro dia 09/08 e você fizer a averbação da carga dia 10/08 o seguro não será aceito, pois as seguradoras conferem a data de embarque e da data do sinistro.

Além disso, a averbação é obrigatória de acordo com a SUSEP – Superintendência de Seguros Privados, resolução 247 e caso não seja feita corretamente, poderá gerar grandes problemas para o embarcador e o transportador.

Por isso é importante estar atento a esses procedimentos mais burocráticos, pois se houver documentos não averbados em caso de sinistro, a seguradora possui o direito de não indenizar.

Durante a averbação de cargas, são solicitados diversos dados pela seguradora, os principais são:

  • Os dados do motorista;
  • Os dados do veículo de carga;
  • O valor total da carga que será transportada;
  • O número do CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) e sua chave de acesso;
  • A identificação da apólice de seguro.

Já para executar a averbação há duas maneiras:

  • Manual, por meio de arquivos de texto, planilhas ou formulários em que é calculado o valor do prêmio para reembolso, porém é um processo demorado e que pode apresentar erros durante o preenchimento das informações.
  • Eletrônica, em que todas as informações são integradas e registradas de forma online para verificar se os dados da carga estão de acordo com a apólice do seguro.

Para otimizar todo esse processo de gestão de transporte, a maioria dos transportadores de cargas hoje em dia optam pelo EDI – Intercâmbio Eletrônico de Dados, pois é mais prático e oferece mais segurança, pois evita possíveis erros.

O que achou do conteúdo? Alguma dúvida, crítica ou sugestão? Compartilhe e deixe um comentário abaixo.

Como Fazer um Planejamento Financeiro Eficiente

Todos sabemos o quanto é difícil controlar as inúmeras despesas do dia a dia. Por isso, acreditamos que a vontade de fazer o dinheiro render mais seja igual para todos, não é mesmo? Mas como podemos fazer isso? Para te ajudar a melhorar o planejamento da sua vida financeira, escrevemos este artigo Como Fazer um Planejamento Financeiro Eficiente. Não perca um detalhe e continue a leitura abaixo!

O Que é um Planejamento Financeiro?

Como Fazer um Planejamento Financeiro Eficiente

O planejamento financeiro é uma projeção de gastos e receita, com o objetivo de indicar a situação financeira de uma empresa ou pessoa física. É possível, após esse diagnóstico, definir se há dinheiro disponível e como seria a melhor maneira de investi-lo. Sem um planejamento financeiro correto, fica bem difícil realizar projeções ou aplicar seus investimentos. Sendo assim, a importância do planejamento é grande, pois ajuda a direcionar o seu negocio para o sucesso.

Vantagens de um Planejamento Financeiro

Para que um negócio possa crescer, ele precisa de controle, ou seja, de um planejamento a seguir. Por mais importante que ele seja, muitas pessoas o ignoram. Um exemplo disto é a pessoa que não faz o planejamento financeiro em casa simplesmente porque não vê necessidade. Para que este planejamento dê certo, é necessário seguir alguns passos. Ressaltamos que estes passos serão fundamentais para a saúde financeira da sua empresa ou da sua casa.

Passo 1 – Reconheça a sua situação financeira atual

Para iniciar o planejamento, é preciso delimitar as condições financeiras. Desta forma, é necessário considerar alguns fatores, tais como: contas, financiamento, prestação de cartão de credito etc. Considerando tudo o que gera renda e despesa, será possível definir os próximos passos e executar as mudanças necessárias.

Passo 2 – Preveja cenários diferentes

Prever o futuro é impossível, mas você pode se preparar para diferentes situações. Defina 3 cenários distintos para facilitar seu planejamento, além de alinhar as suas receitas e os seus gastos. Estabelecendo uma receita média mensal, você saberá quais são as despesas que podem ser cortadas e as que podem ser diminuídas.

Passo 3 – Trace um plano de ação

Esta é a hora de elaborar o plano de ação, que tem como objetivo trazer para realidade o que foi escrito no papel. Sendo assim, este é o momento de trabalhar para alcançar os objetivos. Para que você possa ter no fim do mês uma vida financeira saudável e conseguir ter controle do seu dinheiro, é preciso seguir algumas diretrizes:

– Definir seus objetivos;

É preciso definir metas realistas para chegar ao seu objetivo. Não adianta estipular um cenário impossível de ser alcançado, sempre adapte seus planos à sua realidade.

– Mapear as ações necessárias;

Faça um levantamento de tudo que pode ser feito para que seu negócio ou sua vida financeira tenha tranquilidade. Em outras palavras, programa-se para pagar as contas de modo que sobre dinheiro para investir.

– Criar um cronograma realista;

Crie um cronograma onde você consiga ver tudo o que acontece. Cada ação deve ser detalhada. Não perca o controle, pense que esse cronograma vai te mostrar o próximo passo a ser dado.

– Mensurar resultados;

Após definir as metas e colocá-las em ação, mensure os resultados para saber o que deu errado e o que deu certo. É normal que algumas estratégias falhem, mas a mensuração dos resultados vai te ajudar a não repetir os erros.

– Documentar as suas ações para que possam ser avaliadas futuramente.

Atrelado a mensuração dos resultados, a documentação deles deve ser feita para que você consiga checar futuramente todas as ações feitas no planejamento financeiro.

Após realizar seu planejamento financeiro de forma correta, com certeza, você terá capital disponível para realizar investimentos. Sendo assim, você poderá buscar ativos de baixo risco, como os produtos da Renda Fixa. Entretanto, caso sua intenção seja maximizar seus lucros em pouco tempo, você terá a opção de estudar e se expor a investimentos mais agressivos.

Parabéns, você chegou ao final do artigo!

Após a leitura deste conteúdo Como Fazer um Planejamento Financeiro eficiente, temos certeza que ficou muito mais fácil organizar a vida financeira da sua casa ou até mesmo da sua empresa. Coloque essas dicas em prática e não perca a oportunidade de ter uma vida financeira melhor! Se você gostou do post de hoje, marque seu amigo aqui nos comentários!